Saúde

5 comportamentos que contribuem para que as mulheres tenham diabetes e muitas ignoram

Publicado dia 26/09/2019 às 11h08min
Dados da IDF – mulheres são as mais afetadas com a enfermidade

O alto índice de pessoas que vem desenvolvendo diabetes tem se tornado uma questão de saúde pública. A doença já é considerada uma epidemia do século XXI, segundo a OMS – Organização Mundial de Saúde.

De acordo com dados levantados pela IDF – Federação Internacional de Diabetes, as mulheres são as mais afetadas com a enfermidade.

O mais preocupante é que a diabetes em muitos casos é assintomática, ou seja, não apresenta sintomas. Algumas pessoas que tem o problema não sabem disso e pode ficar sem tratamento por muitos anos. Isso favorece o surgimento de complicações no cérebro e no coração.

Um detalhe, o problema pode assombrar não somente quem tenha uma vida desregrada, mas quem mantém hábitos saudáveis também podem desenvolver a diabetes. “Mesmo se pratica exercício com frequência e come bem, necessita de se proteger contra fatores menos conhecidos que possam aumentar a suscetibilidade à doença”, explicou o especialista, Doutor Betul Hatipoglu.

Esse texto vai mostra algumas coisas que podem aumentar os riscos de desenvolver diabetes.

1 – Dormir pouco

Uma pesquisa mostrou que indivíduos que dormem menos de cinco horas por noite, por um período de cinco noites, tem 20% mais chances de ter resistência à insulina. Isso ocorre devido esse período elevar os níveis da hormona grelina, que acaba estimulando o apetite.

2 – Uso de antibióticos

Tomar antibióticos podem elevar em 53% os riscos de desenvolvimento de diabetes tipo 2. Uso por cinco vezes ao longo de 13 anos não parece muito, mas pode aumentar as chances, segundo um estudo realizado. Esse tipo de medicação interfere nas bactérias intestinais e isso pode provocar resistência à insulina.

3 – Uso de recipiente de plástico

Se você tem o hábito de guardar alimentos nesse tipo de recipiente é melhor ficar atenta. Quando os recipientes estão quentes, podem passar produtos químicos para o alimento, como o BPA, por exemplo.

4 – Ficar muito tempo sentada

“Quando os músculos ficam parados por longos períodos, as células têm mais dificuldade em absorver glicose, deixando-a aumentar no seu sangue”, explicou a pesquisadora Julianne Van Der Berg. A cada hora (sucessiva) que se fica sentada, a chance de desenvolver a enfermidade aumenta em 22%. Isso quer dizer que se uma mulher trabalha em torno de 45 horas semanais, os riscos aumentam 63%, concluiu o estudo.

No caso dos homens que trabalham o mesmo período, os riscos reduzem. Essa prevalência no sexo feminino se deve ao fato das mulheres acumularem várias funções.

5 – Pouca exposição solar

Um estudo realizado por investigadores da Espanha conseguiram perceber a ligação entre o déficit de vitamina D e o desenvolvimento da diabetes. Isso porque essa vitamina desempenha um papel importante na produção de insulina, ou seja, se o nível de vitamina D estiver baixa, a insulina pode não funcionar da maneira correta.

Fonte: ( J J ) www.1news.com.br


Fale Conosco

Rua: vista Alegre, N:9990 Itapebi /BA
(73) 9985-14134 | (73) 9999-99999 | (73) 9985-14134
radiotransasulfm@gmail.com